Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Fico estúpida quando...

por Carolina, em 10.11.15

Uma das bloggers mais influentes deste país faz um post que serve apenas para atestar a sua tremenda ignorância perante aquilo que é a Democracia.

É estúpido não se saber, mas pior ainda é nem sequer haver preocupação em procurar saber.

Fazer afirmações que nada mais demostram do que um total desconhecimento sobre o "conceito" de Democracia e sobre a Constituição da República Portuguesa é simplesmente triste.

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Imagem de perfil

De Chic'Ana a 10.11.2015 às 16:47

É preciso ter muito cuidado, principalmente quando se tem uma determinada visibilidade e influência...
Imagem de perfil

De Carolina a 10.11.2015 às 16:53

Pois... pelo menos convinha primeiro informar-se sobre as coisas.
Imagem de perfil

De Carolina a 10.11.2015 às 16:51

É precisamente disso que estou a falar. Só não partilhei o link porque achei desnecessário mais alguém ir ler.
Imagem de perfil

De Vanessa a 10.11.2015 às 16:54

Deixa-os ler, é preciso que compreendam que ela é uma blogger, não um exemplo a seguir em todas as vertentes - como muitos julgam que os bloggers são - e que também é um ser que tem erros entre o tico e o teco.
Sem imagem de perfil

De Carlos a 10.11.2015 às 21:41

Para haver democracia teria de haver no círculo do poder alguém inteiro, com um traço de genuinidade e carácter. Nesse aspecto o parlamento é de partido único.
Não consigo perceber como as palavras nojentas que saem daquelas bocas conseguem convencer alguém. Certo é que depois de fazerem oposição uns aos outros acabam todos o dia, como amigos, a papar na marisqueira.
Só não estamos mais enterrados porque há pessoas que nadam todos os dias incansavelmente contra a corrente pelas causas comuns que apoiam.
Imagem de perfil

De Blueberries a 11.11.2015 às 13:44

Mais vale ficarem caladas.
Um beijinho.
Sem imagem de perfil

De Helena A. a 24.11.2015 às 13:16

Olá Carolina!
O dinheiro não traz felicidade, mas ajuda e muito!
O desafio que se coloca é como saber geri-lo pois muitas pessoas estoiram-no e depois acabam na miséria outra vez. A Santa Casa da Misericórdia há uns bons anos atrás após ter começado o sorteio do Euromilhões, abriu um Gabinete de propósito para aconselhar as pessoas a quem sai estas quantias avultadas de dinheiro, pois muitas estoiravam-no e depois acabavam outra vez pobres ou em pior situação do antes de ganharem o prémio!
Estou de acordo contigo, infelizmente, para tudo nesta vida é necessário ter dinheiro e há muitas coisas que não podemos fazer sem o ter: pagar o que falta do empréstimo bancário da casa, carro, etc, viajar e conhecer novos países e outras culturas, ajudar quem realmente necessita e merece, ir mais vezes ao cinema, ao teatro, a concertos, e tantas outras coisas... Alguém aqui disse que o melhor a fazer é colocá-lo em investimentos e viver dos juros que os mesmos geram: é isso mesmo! Assim, nunca gastam o prémio original e têm a vida assegurada até morrerem e passam esta "benesse" para as próximas gerações!!!
Beijinhos de Lisboa!

Comentar post






Arquivo


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




blogging.pt