Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Injustiças na universidade

por Carolina, em 15.04.15

Nunca pensei vir a escrever este post aqui no blog. Sempre ouvi histórias de professores que dão notas injustas ou que, só porque não vão com a nossa cara, nos dão notas piores, mas nunca pensei vir a sofrer a situação na pele. Sempre achei que as pessoas deviam estar a exagerar ou provavelmente a desviar os factos para o lado que lhes dava mais jeito.

A verdade é que existem professores assim. Que embirram com a nossa cara, ou que embirram com o tema do trabalho, ou que arranjam outra desculpa qualquer para nos darem uma nota injusta. Devem achar que somos burros, que não temos consciência dos trabalhos que fazemos, que não comparamos os nossos trabalhos com os dos colegas e vemos que, claramente, merecíamos uma nota igual ou até melhor que a do outro.

Mas eu não sou de me ficar, que a minha mãe sempre me ensinou a falar, a reclamar e a argumentar. Hei de fazer tudo o que estiver ao meu alcance para expor a situação e receber uma nota justa. Não ando a gastar tempo e dinheiro para brincar aos professores e alunos. Se há professores, especialmente na universidade, que andam ali a brincar com o futuro dos alunos, então desculpem-me, mas são tudo menos professores. Podem ser docentes, indivíduos e pessoas sem escrúpulos, mas professor que é professor, que ver um aluno ter sucesso, e ajudá-lo a alcançá-lo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


20 comentários

Sem imagem de perfil

De Where is my mind a 15.04.2015 às 15:53

Quando tem de embirrar, embirram porque qualquer "migalha" que seja.
Mas expõe a situação a ver se se resolve da melhor maneira, acho que fazes muito bem *
Beijinhos
Imagem de perfil

De Carolina a 16.04.2015 às 15:39

Infelizmente há pessoas que não merecem ocupar o lugar que muitos professores lutam por ter.
Beijinhos
Imagem de perfil

De Mom Sandra a 15.04.2015 às 17:26

Acho que fazes muito bem! Essa é a atitude correcta, afinal o que está em causa é uma nota que pode fazer diferença num breve futuro.
Boa sorte! Gostava de saber o desenvolvimento desta história.
Imagem de perfil

De Carolina a 16.04.2015 às 15:40

A questão é exactamente essa: é uma nota que me vai baixar a média. Porque se até fosse uma coisa de pouca importância, podia falar com o professor só para comentar a situação, mas de facto é a nota final do trabalho que corresponde à nota final da cadeira.
Hei-de dar novidades, quando souber alguma coisa.
Beijinhos Sandra
Imagem de perfil

De • Smartie a 15.04.2015 às 17:41

Acho que fazes muito bem, não te deixes ficar! Força nisso :)
Beijinhos
Imagem de perfil

De Carolina a 16.04.2015 às 15:41

Obrigada Smartie!
Beijinhos
Imagem de perfil

De sacha hart a 15.04.2015 às 17:44

Tenho um medo desgraçado que isso me aconteça quando for para a Universidade. Já me irrito bastante com as pequenas injustiças do Secundário, quanto mais aí. Fazes muito bem em falar e expor a situação, pois coisas assim não se admitem. Boa sorte!
Imagem de perfil

De Carolina a 16.04.2015 às 15:43

É tudo uma questão de sorte com os professores que se apanham. Às vezes os professores "mais conhecidos" (neste caso é uma pessoa que se pode considerar figura pública) são os piores. Enfim.
Obrigada! Beijinhos
Imagem de perfil

De Fatia Mor a 15.04.2015 às 18:20

Ai que este tema toca-me... Por dois motivos: porque já estive exactamente na mesma situação e porque, de profissão sou professora... precisamente universitária...
Tenho a dizer que é verdade. Os professores são injustos. Aliás o sistema de avaliação é injusto. É uma das primeiras coisas que explico aos meus alunos. Que há critérios e que esses critérios têm um determinado grau de subjetividade. E que para além disso, tal como aos juízes, é dada a possibilidade de o professor determinar na sua preferência pessoal que um trabalho seja melhor que outro, ainda que não haja nenhum indicador preciso que expresse a desigualdade. Avaliamos na medida do nosso entendimento e da nossa expectativa.
Sempre tive receio que isso me acontecesse, detesto injustiças.
Por isso tenho optado, sempre que possível, introduzir métodos de avaliação que permitam a maior objetividade possível: questões de resposta fechada, critérios claramente bem definidos e em escala, mas ainda assim nunca estamos livres.
E já me aconteceu. Alunos ficarem extremamente aborrecidos comigo porque sentiam que o seu trabalho era tão bom como o do colega ao lado.
E talvez fosse. Mas há sempre um que sobressai por um-não-sei-quê de brilhantismo, que se destaca por isso na pauta.
Não obstante, acho que devemos sempre reclamar. Há sempre formas, pedagogicamente correctas de avaliar para evitar estas injustiças.
E se efectivamente foi má vontade, então deve existir uma punição para o docente que assim o fez... Mas é inevitável que existam comparações, efeitos de contraste, efeitos de halo que conduzem a nossa percepção. O ser humano é assim, imperfeito, infelizmente...
Não fiques triste e reclama (com jeitinho, é claro!).
Imagem de perfil

De Carolina a 16.04.2015 às 15:38

Obrigada pelo comentário, sempre ajuda a ver um bocadinho o outro lado da questão.
Ainda assim, o que se passou não é serem trabalhos muito semelhantes a nível de qualidade, e um sobressair mais e ter melhor nota. É ver trabalhos muito pior executados e com muito menos qualidade do que o nosso, a terem notas superiores. Porque se fossem semelhantes, claro que ficava desanimada, mas não me sentia injustiçada. É completamente natural que o professor tenha a sua subjectividade quando vê e avalia trabalhos, nem que seja na maneira com que a pessoa expõe e mostra que conhece/percebe o que fez.
É por isso que vou reclamar, com respeito, claro, porque rego-me por isso acima de tudo, mas que me deixa revoltada e desanimada, isso deixa.
Obrigada Fatia!
Beijinhos
Imagem de perfil

De Fatia Mor a 17.04.2015 às 00:33

Isso é que é mau! Espero que consigas resolver a situação pelos meios possíveis. Se for necessário, o pedagógico da escola/faculdade onde estudas tem, certamente, regulamentados quais são os procedimentos a utilizar nessas circunstâncias.

Já falaste com o docente da disciplina?

Beijinho,
Imagem de perfil

De Vanessa a 15.04.2015 às 18:32

É tudo muito bonito pensares assim, mas, vai por mim, não vais chegar a lado nenhum. Em 3 anos e meio que estive na universidade assisti a isso tudo. Professores de pintura a darem notas de "merda" (desculpa o termo) a alunos que pintam N vezes melhor que eles, professores de arquitectura a darem notas da treta a alunos e a ficarem-lhes com os trabalhos para apresentarem em teses deles, professores que simplesmente não dão uma nota melhor porque não gostam de nós (como tu falaste)... tantas situações. Já vi tantas vezes pessoas a reclamarem e a batalharem por algo melhor e nunca conseguiram nada. Além disso, os professores universitários não ensinam ninguém, nem estão minimamente preocupados com isso.
Imagem de perfil

De Carolina a 16.04.2015 às 15:45

Já me disseram isso que tu dizes, mas eu hei-de ir para a frente com isto. Não só porque ando numa universidade privada, como pago propinas (que não são nada baixas) e, como cliente (no fundo, quando pagamos um serviço, somos clientes), exijo que a situação se resolva. Nem que tenha que ir por outros meios.
Beijinhos
Imagem de perfil

De Vanessa a 16.04.2015 às 19:21

Se tivesse no teu lugar faria o mesmo. É que uma privada... upa upa em dinheiro!
Imagem de perfil

De Pimenta na Língua a 15.04.2015 às 21:11

Infelizmente sei muito bem o que isso é!
Tive uma mulher que para além de ser injusta comigo durante todo um mestrado, ainda fez de tudo para pertencer ao júri da mina tese e lixar-me a vida.
Imagem de perfil

De Carolina a 16.04.2015 às 15:46

Xiça!
Bate na madeira três vezes para isso nunca me acontecer.
Lá está... há pessoas que não merecem ser professores.
Beijinhos
Sem imagem de perfil

De Cris a 16.04.2015 às 08:56

Tu protesta! Ainda há alguns assim, infelizmente.
Imagem de perfil

De Carolina a 16.04.2015 às 15:47

Protesto, sim senhora!
Infelizmente, mesmo. E pensar que não são assim tão poucos...
Imagem de perfil

De Cláudia Oliveira a 17.04.2015 às 12:11

Força!
Imagem de perfil

De moon a 17.04.2015 às 21:23

esses professores existem tanto na faculdade como no básico e no secundário e eu, infelizmente, já apanhei alguns assim.

Comentar post






Arquivo


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




blogging.pt